Radiestesia e Radiônica

A radiônica é considerada a ciência que estuda os campos energéticos interativos entre as pessoas e ambientes, reconhecendo que a matéria, energia, e mente estão perfeitamente interligados. O conhecimento para detectar, registrar e analisar as manifestações de energias presentes na Natureza já era conhecido pelos antigos Egípcios. A maior prova disto foi a construção da Grande Pirâmide de Quéops, o maior aparelho radiônico já construído.

Através de décadas de estudo diversos aparelhos radiônicos foram desenvolvidos. Estes podem ser subdivididos em duas classificações: na primeira têm-se os condensadores eletro eletrônicos, os quais são aparelhos que além da forma geométrica característica, utilizam sistemas eletrônicos, ópticos e mecânicos, para seu funcionamento se faz necessária a energia elétrica.

Na segunda têm-se os condensadores cósmicos instrumentos que dispensam a energia elétrica e são formados por materiais específicos, com formas precisas em suas dimensões. Através deles é possível de se realizar efeitos extraordinários, tanto físicos quanto químicos ou biológicos, mesmo a grandes distâncias. Como Magia, a Radiônica auxilia as pessoas em busca do equilíbrio Vital, através do equilíbrio energético tanto pessoal quanto do próprio ambiente em que se vive.

A partir das comprovações da Mecânica Quântica, sabemos que as partículas subatômicas, ora se comportam como matéria, ora como energia. Ou seja, a realidade que nos cerca é fruto de nossa concepção pessoal do mundo. Don Juan, guru de Castañeda já dizia que: “quando um homem nasce, lhe é transmitida uma visão do mundo que vai gradualmente sendo reforçada, até o ponto em que a realidade é por ela substituída. Ninguém vê uma árvore, apenas intui o conceito do que seja uma árvore”.

Nós vivemos enredados no corpo etérico do planeta, sujeitos ao fluxo incessante de energias e forças que circulam pelo sistema solar. Os nossos Chackras, cada um deles sensível a um determinado padrão de energia, atuam como condutores das fontes planetárias de nosso sistema e mesmo fora dele. Nós também estamos sujeitos às energias que emanam da própria Terra e das formas pensamentos de todas as criaturas, em todos os planos.

Também, a partir da Teoria da Relatividade de Einstein, passamos a saber que as partículas materiais podem ser criadas a partir da pura energia e voltar a ser pura energia. A equivalência entre matéria e energia é expressa pela famosa equação E=mc2. As teorias de campo transcenderam definitivamente a distinção clássica entre as partículas e o vácuo. Segundo Einstein, as partículas representam condensações de um campo contínuo presente em todo o espaço.

Mas, que energia é esta que nos rodeia, faz parte de nós e de todo o Universo? Desde o início da humanidade conhecemos esta forma de energia sutil e que, ao longo dos tempos, foi recebendo diferentes nomes.

Os Hindus, mais de três mil anos antes de Cristo, já a conheciam como “prana”. Seria uma energia não-física que absorvemos pelos Chackras. Hermes Trimegisto, a denominava “Telesma”. Platão, a chamava “nous”. Hipócrates dizia que era “Via Medicatrix Naturæ”, também a chamava “Ignis Subtilissimus” (fogo sutil). Aristóteles a denominava “Causa Formativa”. Paracelso, “Alcahest”. Os alquimistas a chamavam “Quinta Essência”. “Espírito Universal” é como era conhecida pelos ocultistas. Os orientais (China, Japão, Coreia) sempre a chamaram “Chi”, desde tempos imemoriais.

Se considerarmos que estamos imersos em um mar de energia, todos estamos interconectados. Assim, a partir do momento em que nos concentramos em transmitir uma forma de onda para alguém ou algo, entramos em um estado de sobreposição quântica com nosso alvo.

Tudo o que fizermos será transmitido Instantaneamente ao alvo desejado.

Certas formas geométricas, (Gráficos Radiônicos) obtidas por meio de pesquisas, servem de canal entre o operador e seu alvo. Existe algo que se chama “Energia da Forma” (conhecem mandalas?) e que age como amplificador e ponto focal do operador.

Tudo no universo é uma fonte de energia que ressoa a uma certa frequência ou em uma combinação de frequências com outros elementos, ou, em múltiplas frequências harmônicas. Nosso corpo é feito de um número incontável de átomos e moléculas representando vários elementos. Cada molécula elementar ou átomo ressoa em harmonia com outra quanto estamos em perfeito estado de saúde.

Nossos corpos na realidade também atuam como receptores biológicos, nós reagimos, talvez subconscientemente, a frequências de energia que são irradiadas de outras fontes. Portanto, nossas emoções são formadas pelo modo como os neurônios ativam nosso cérebro que cria ou corrige o balanço químico que a partir daí governa nosso humor e nossas emoções. Isto é porque frequentemente não temos consciência do que nos causou uma certa experiência de humor ou emoção.

A todo momento estamos expostos as ondas de rádios, TV e elas passam sobre nossos corpos, da mesma forma que somos afetados pela radiação do sol, da lua, da terra e como sabemos das outras pessoas.

Mesmo pensamentos criam energias que se irradiam através de nossos corpos. Os humores e atitudes de um grupo de pessoas pode afetar-nos se estivermos cientes deles e, formos suficientemente sensitivos. Frequentemente durante o dia, respondemos fisiologicamente, ou emocionalmente e intelectualmente de alguma forma às diferentes radiações que nos impactam vindas de várias fontes.

Tudo, absolutamente tudo à nossa volta vibra vivemos imersos em um mundo de vibrações, desde as mais violentas e explícitas, tais como os sons, se propagando através da vibração do ar, passando por todo o espectro das ondas de rádio e finalizando com as vibrações mais sutis, não explicadas pela física, mas presentes em nosso universo.

A radiestesia é muito antiga e existem referências históricas vindas desde muito tempo antes de Cristo. Isto não dá maior ou menor credibilidade à mesma, é somente uma datação para efeito de estudos. Muitas pesquisas e estudos são feitos sobre estas técnicas em várias partes do mundo, sendo que sua eficácia é comprovada nas mais diversas áreas, em especial na saúde. Independentemente dos resultados que provoca, a radiestesia e a radiônica pode ser uma grande aliada no tratamento médico, já que pode nos orientar sobre possíveis causas e melhores tratamentos, além de auxiliar no equilíbrio da parte energética do paciente e do ambiente em que ele vive.

A radiestesia e a radiônica por si só é capaz de trazer grandes benefícios à saúde do paciente, seja nos níveis físico (corpo, doenças), mental (transmutação dos pensamentos e padrões mentais negativos em positivos), emocional (transmutação de sentimentos e padrões emocionais negativos em positivos) e espiritual (transmutação de energias e vibrações externas negativas em positivas e proteção).

A Radiônica serve para transmutar as energias anteriormente detectadas pela radiestesia através do pêndulo ou outro aparelho radiestésico. É a ciência que estuda as propriedades e o poder radioativo das ondas de forma que foram acessadas por meio dos circuitos gráficos em conjuntos projetados com a finalidade específica de tratar. A dimensão em que a Radiônica atua é invisível por ser vibracional frequencial, mas palpável por produzir efeitos evidentes e qualitativos.

Os Gráficos Radiônicos são aparelhos para emissão das energias sutis nos processos de ajustes, correções, harmonizações e curas em geral de locais e pessoas. Através dos Gráficos, são enviadas energias positivas para corrigir desequilíbrios energéticos que a mesma por ventura esteja apresentando, podemos também acelerar a recuperação física pós-operatória, purificar um ambiente, pode facilitar o processo de meditação, fortalecer a união de um grupo, abrir caminhos para um novo emprego, uma nova oportunidade, neutralizar energias negativas e muito mais, cada qual com uma função específica. Os gráficos Radiônicos giram em uma frequência acima de 120000 angstroms, o que gera uma transmutação energética muito acima do padrão, manifestando os resultados de forma rápida e precisa nos diversos planos.

A característica principal da Radiônica é que ela pode ser executada a distância da pessoa ou ambiente que precise de ajuda, isto a torna uma ferramenta indispensável para os dias atuais, pois as pessoas já não têm mais tempo para se deslocar de um local para outro.

Os aparelhos radiônicos, todos eles incluindo os gráficos, tem valor como instrumento de codificação, para nos comunicar com a energia primordial em primeira mão. No processo de criação existem vários estágios, no início uma mente gera uma ideia, ela ainda não existe no mundo físico.

Esta ideia para começar a se materializar usa da energia primordial ou quântica que está esperando que uma mente coerente a informe e lhe dê uma forma, na medida em que esta mente se firma em seu pensamento, na sua ideia, a energia vai se densificando em forma concreta.

Esta mente sendo forte e coerente o suficiente, pode chegar a materializar por completo o seu projeto e este vai independentemente dela, desde que se coloque em andamento seu padrão de funcionamento.

compilado do livro Radiestesia a ciência da magia de Mauro Pasqualetti

@Interconexão

Se você acha isso útil, compartilhe com outras pessoas.  

À medida que eu me desperto, desperto você.

Eu te desejo paz sobre todas as coisas.

|@Interconexão |


Existem outros artigos relevantes para esse assunto:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s