Oração de Liberação da Dor Ancestral da Linhagem Feminina

Amadas mães, avós e irmãs…

Hoje e para sempre

Soltamos as recordações dolorosas que nos unem àqueles atos, pensamentos e sentimentos presentes na nossa linhagem feminina, onde está envolvida a linhagem masculina em seus piores aspectos.

Pelos maus tratos à nossa Essência Feminina em palavras, atos, pensamentos e sentimentos.

Eu sinto muito.

Me perdoe.

Te amo.

Sou grata.

Onde a obrigação estava acima do amor

Onde a indiferença era aceita como algo “lógico” pelas nossas tarefas cotidianas.

Eu sinto muito.

Me perdoe.

Te amo.

Sou grata.

Quando o descanso quase não existia, pois nosso ritmo de trabalho era muito além do nascer e do pôr do sol.

Eu sinto muito.

Me perdoe.

Te amo.

Sou grata.

Quando o amor do homem para a nossa Essência Feminina era um ato para sua satisfação pessoal, esquecendo nossos sentimentos profundos de amor, nossa entrega cotidiana, nosso amor em silêncio apesar da desvalorização, a indiferença e a falta de amor.

Eu sinto muito.

Me perdoe.

Te amo.

Sou grata.

Pelas memórias ancestrais de toda a nossa linhagem feminina familiar e mais além dela.

Eu sinto muito.

Me perdoe.

Te amo.

Sou grata.

Pela cura total, pela liberação total de toda ferida de ontem e de hoje.

Eu sinto muito.

Me perdoe.

Te amo.

Sou grata.

Hoje e para sempre nos perdoamos, nos amamos no respeito absoluto da nossa Essência Divina Feminina, para ser fonte viva de amor ilimitado.

Curando todo ressentimento.

Perdoando cada ferida recebida.

Amando a todos por igual.

Eu sinto muito.

Me perdoe.

Te amo.

Sou grata.

Renascemos em nós mesmas em nossa nova Linhagem Divina Feminina onde a paz, o amor, a compaixão e a misericórdia como laços de cura unem o separado, cicatrizam o machucado, soltam o rancor e a ira.

Renasce em equilíbrio perfeito onde o Feminino e o Masculino são livres, sãos e complementares.

Amantes do Amor Ilimitado.

Assim é, assim está feito.

(Tradução livre por Elisa Rodrigues de Oración de liberación del dolor ancestral del linaje femenino)

À medida que eu me desperto, desperto você. Eu te desejo paz sobre todas as coisas.

O Kali Maluhia no me oe.

Livros sobre esse assunto:


Existem outros artigos relevantes para esse assunto:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s